quarta-feira, junho 08, 2016

quarta-feira, maio 06, 2015

Até 31 de Maio na Casa das Artes de Famalicão



As obras orgânicas e irreverentes de Miguel Neves Oliveira têm vindo a ser exibidas quer individualmente quer coletivamente desde o ano 2000. Agora expostas na Casa das Artes de Famalicão, querem criar uma relação constante com quem as admira, seja através de um sentimento, de um pensamento ou de uma simples perceção.

“Rebentos que Brotam”, “Dentes da Montanha”, “Túmulos com Vida” são peças em madeira que, em simbiose com materiais como esmalte, pigmentos, resinas, tinta plástica, pretendem refletir o nascimento e a morte no ar puro da montanha. A beleza associada ao ar puro que respiramos, que nos faz existir em corpo presente, expressando-se em ações de crescimento e definhamento, para circular e voltar a ser de uma outra maneira.

As obras brotam da montanha. A procura pelas nascentes dos rios, pelas raízes que edificam as árvores. Essa força que faz com que a pedra que se move no subsolo seja essencial para o surgimento de uma nova vida.

Nós, Homens parte integrante desta loucura, sentimos!  

Convite Exposição "Brotam da Montanha" Casa das artes de Famalicão

quarta-feira, dezembro 17, 2014

Abre Mundo

Abre mundo
Deixa o mistério entrar
Os rebentos brotar
As paredes respirar.
Abre mundo…
Nas entraves circulares
Na madeira que range.
O conjunto
Peça a peça unificar!
A cor e o rebento
A forma.
Recuperar
Alcançar de novo
No meio da seiva e do solo
Da água e das comichões.
Captar a perceção
E andar entre os pedaços de terra
Que nos são dados a comer,
Para conhecer.




Abre Mundo

s/titulo; 120x109x12 cm; técnica mista s/madeira; 2014






"Folha Seca";31x22x4 cm; técnica mista s/madeira; 2013
"Seiva e Solo"; 135x90x8 cm; técnica mista s/madeira; 2014


terça-feira, julho 09, 2013

quinta-feira, maio 16, 2013

SUBSOLO CIRCULAR

SUBSOLO CIRCULAR
Exposição de Miguel Neves Oliveira no espaço Remy - Braga até 25 de Maio de 2013.

Subsolo circular é uma abordagem às partículas que nos constituem e que nos rodeiam. É aquela parte mágica onde estas se desagregam para se tornarem invisíveis e voltarem a unificar-se numa nova existência.
As obras transportam-nos a um mundo onírico, pleno de alusões ao universo do invisível que nos acompanha, que percepcionamos, mas que só conhecemos muito parcialmente. Aqui cruzam-se imagens captadas em inúmeras realidades, em fragmentos e oscilações entre o real e o sonho. Uma mostra de trabalhos que nos projetam para o espanto de existências fragmentadas.




"Interface Laranja"; técnica mista s/madeira; 131 x 117 cm;  2012





"Aquífero II"; técnica mista s/madeira; 53 x 56 cm; 2013

domingo, fevereiro 17, 2013

Organizando CAOS


Pedaços de madeira perdidos, livres de função, despojados de existência, reagrupam-se como partículas microscópicas, ganham cor e caminham em direção ao grande nada poético, redondo, angular, prismático, surdo, repetitivo, alusivo.





                                                         
   "Roda Viva"; técnica mista s/madeira; 170 x 135 cm; 2012









                                                         "Esvoaçando"; técnica mista s/madeira; 195 x 120 cm; 2012









                                                                
                                                                  "Celestiando"; técnica mista s/madeira; 77 x 94 cm; 2012


quinta-feira, agosto 16, 2012

Alimentar a Alma



       "Garfo, colher e faca"; técnica mista s/madira;  96 x 49 cm; 2011









       "Dádivas"; técnica mista s/madeira; 77 x 156 cm; 2012









"Antídoto"; técnica mista s/madeira; 113 x 83 cm; 2011









"Verde tinto"; técnica mista s/madeira; 120 x 116 cm; 2011









"Whiskey bar"; técnica mista s/madeira; 150 x 110 cm; 2011









"Copo de vinho tinto"; técnica mista s/madeira; 193 x 78 cm; 2011

terça-feira, julho 03, 2012

Os Quatro Elementos






 Barco solitário; técnica mista s/ madeira; 130 x 111 cm; 2011






Eremita egoísta; técnica mista s/ madeira; 174 x 74 cm; 2011










Guerreiro electrónico; técnica mista s/ madeira; 106 x 70 cm; 2011

quinta-feira, maio 17, 2012

Os Quatro Elementos





Árvore que respiro I; técnica mista s/ madeira; 87 x 77 cm; 2011











Céu deambulando II; técnica mista s/ madeira; 26 x 57 cm; 2011











Existir; técnica mista s/madeira; 75 x 46 cm; 2011











Regata fluorescente; técnica mista s/madeira; 34 x 100 cm; 2011
  



sexta-feira, dezembro 09, 2011

Balões de AR


Fuorescente I; Técnica mista s/madeira; 26 x 22 cm; 2011 






 



Fluorescente II; Técnica mista s/madeira; 24 x 22 cm; 2011



 


 



Quem vê caras não vê balões; Técnica mista s/ madeira; 97 x 39 cm;  2010










A tempestade; Técnica mista s/madeira; 106 x 46 cm; 2010 






 



No oceâno; Técnica mista s/ madeira; 100 x 66 cm; 2010








 

S/título; Técnica mista s/madeira; 90 x 50 cm; 2010







 

S/título; Técnica mista s/madeira; 121 x 33.5 cm; 2010

domingo, abril 03, 2011

Balões de AR

S/título; Técnica mista s/madeira; 31 x 16 cm; 2011 








S/título; Técnica mista s/madeira; 60 x 35 cm; 2011 




 




S/título; Técnica mista s/madeira; 60 x 35 cm; 2011




 





S/título; Técnica mista s/madeira; 37 x 20 cm; 2011







 S/título; Técnica mista s/madeira; 14x13 cm; 2010








 S/título; Técnica mista s/madeira; 34x20 cm; 2011








S/título; Técnica mista s/madeira 23x27 cm; 2011


terça-feira, julho 06, 2010

Balões de Ar




A Fúria dos Deuses; Esmalte s/madeira; 46 x 34 cm; 2009











Almas Espelhadas pelo Pôr-do-Sol; Esmalte s/madeira; 56 x 50 cm; 2010

 






 

Entre as Estrelas e o Músculo do Coração; Técnica Mista s/ madeira; 101 x 42cm; 2010













Entre as Estrelas e o Músculo das Pernas; Técnica mista s/madeira; 70 x 31 cm; 2010











Entre as estrelas e o Músculo da Cabeça; Técnica mista s/madeira; 47 x 25 cm; 2010











 




Furos de Água Entre a Erva; Esmalte s/madeira; 66 x 34.5 cm; 2010













O Céu e o deserto dos Amuletos; Esmalte s/madeira; 61 x 32 cm; 2010








 
 


O Impacto do Ar e o Movimento do Mar; Esmalte s/madeira; 38.5 x 31.5 cm; 2010





















quarta-feira, março 17, 2010

EXISTÊNCIAS Sem Título - Os Bucólicos



Tensão Eléctrica
Esmalte s/madeira
39 x 20 cm
2009

 




 



Esmalte s/madeira
37 x 19 cm
2009

 





 



O Azul do Céu Limpo e Ele a Admirar a Flor Bebé
Esmalte s/madeira
39 x 22 cm
2009
 




 




Esmalte s/madeira
45 x 14 cm
2009
 




 




Esmalte s/madeira
46 x 44 cm
2009

 



 



Esmalte s/madeira
28 x 20 cm
2009

 




 



Esmalte s/madeira
26 x 17 x 7 cm
2009

 



 


Máscara Verde com Baton,Totós e Cabelo Laranja - O Resto é Acréscimo
Esmalte s/madeira
32 x 28 cm
2009

 



 



Mudança de Estação
Esmalte s/madeira
31 x 20 cm
2009





Vamos a la Fiesta



Corujas e Morcegos com Visões Paralelas



O Chorão Limpou as Lágrimas e tenta fazer um sorriso



El Touro Dialogando em Monólogo





Furou Mesmo o Olho Que Servia de Telescópio